Geração Z: sua marca atinge esse público através das redes sociais?

A Geração Z representa uma boa parte do mercado, e carrega um grande desafio para uma marca na hora de engajá-los. Saber como melhorar essa conexão pode fazer toda a diferença, e as redes sociais podem ser um bom caminho. Esse público que contempla os nascidos entre 1995 e 2014, compreende 31% de brasileiros, segundo o… Continuar lendo Geração Z: sua marca atinge esse público através das redes sociais?

Geração Z: sua marca atinge esse público através das redes sociais?

A Geração Z representa uma boa parte do mercado, e carrega um grande desafio para uma marca na hora de engajá-los. Saber como melhorar essa conexão pode fazer toda a diferença, e as redes sociais podem ser um bom caminho.

Esse público que contempla os nascidos entre 1995 e 2014, compreende 31% de brasileiros, segundo o IBGE, e ainda será responsável por 40% de todos os consumidores do mundo até 2020. A tecnologia, entrega rápida e  a preocupação genuína com causas sociais como diversidade e sustentabilidade, por exemplo, passam a ter um valor maior do que o preço quando o assunto é a Geração Z.

Eles são os verdadeiros nativos digitais que, desde muito novos, foram expostos à internet, redes sociais e smartphones. Isso produziu uma geração capaz de viver muitas realidades ao mesmo tempo, com fontes de informação e integração de experiências virtuais e offline.

Com as novas tecnologias que surgem a cada novo dia, as mudanças passaram a desempenhar um papel importante no comportamento das pessoas. E isso tem impacto direto nas marcas e empresas. Segundo uma pesquisa da McKinsey, os jovens se tornaram uma forte influência sobre as pessoas de todas as idades e rendas, e também na forma de consumir e se relacionar com as marcas.

Como as marcas podem se conectar?

Temos alguns dados que sinalizam por onde essa conexão deve vir: Segundo o relatório “O desafio Z: Comunicação para a geração hiperconectada”, da Kantar Ibope, 60% das pessoas dessa geração costumam seguir marcas nas redes sociais, número superior ao da população geral, que é 36%. Além disso, 62% conversam com muitas pessoas sobre produtos e serviços. Vamos aos passos para identificar se sua marca atinge esse público através das redes sociais.

Tenha um propósito

Para vender para a Geração Z, é importante saber que eles querem muito ter impacto no mundo. Isso interfere na relação com as marcas e modelos de consumo, já que eles sempre escolherão empresas que estejam alinhadas com seus valores.

Em outras palavras: se você quer tornar o mundo um lugar melhor assim como a GenZ, sua marca está no caminho certo. Tenha um propósito positivo para ajudá-los nessa missão.

Marketing personalizado

Lembre-se sempre que não estamos falando de uma geração anterior. Logo, métodos tradicionais de marketing não vão funcionar.

Eles prezam pela autenticidade e valores da vida real, e isso precisa estar presente na sua estratégia.

Pesquisam apontam que os consumidores tendem a confiar mais em influenciadores do que em amigos ou familiares durante a compra. Se optar por esse caminho, a sua divulgação precisa ter um tom de compartilhamento cotidiano, e não de publicidade.

Esteja atento as tendências e esteja disponível para testar novas ideias que sempre surgem no mundo digital.

Conteúdo rápido e compartilhável

O perfil imediatista é uma das características dessa geração, que está acostumada a informações rápidas, e tudo o que acontece dentro desse público se torna uma experiência que deve ser compartilhada em rede. O resultado disso é algo que, sem dúvidas, você conhece: os memes.

Um meme é uma informação em qualquer formato, seja em vídeo ou imagem, que se espalha rapidamente na rede e alcança grande popularidade. E eles são os queridinhos das redes sociais, podendo te ajudar a conquistar a Geração Z.

Invista no relacionamento

A Geração Z muito bem diferenciar conectividade de conexão. Eles valorizam conversas personalizadas, e sentem quando aquele conteúdo foi feito para atender especialmente sua demanda.

Eles buscam por conexões reais e significativas com as marcas, para entender se aquela iniciativa realmente faz parte do que eles são e do que buscam.

O objetivo desse público é ser parceiro, e não apenas consumidores. E aí, sua marca está alinhada com a Geração Z?